Produzido pela Pé de Macaco em parceria com o movimento #NemUmaaMenos de São Carlos, o documentário mostra a articulação feminista na cidade tendo como eixo principal o ato unificado do 8 de março de 2017, que marcou São Carlos no mapa das manifestações globais pelo Dia Internacional de Luta das Mulheres.

A mídia são-carlense é tão conservadora quanto sua origem e atual gestão, e assim como os direitos das mulheres são negligenciados pela prefeitura, a imprensa local também se esforça para invisibilizar a luta feminista que se organiza na cidade. Registrar e difundir a resistência feminista é fortalecer os movimentos que combatem a desigualdade de gênero para além dos grandes centros, construindo um feminismo que alcança todas as mulheres e consolida as pautas a nível regional, nacional e internacional.

O Ato #NemUmaaMenos: Dia de Luta das Mulheres em São Carlos reuniu as principais organizações feministas e militantes independentes da cidade para dizer não à Reforma da Previdência e exigir o fim da violência contra a mulher e do feminicídio, além de apresentar as reivindicações pelos direitos das mulheres da cidade.

Em uma conjuntura de retrocesso político, social e econômico sob o governo golpista de Michel Temer, as mulheres enfrentam uma reforma que pretende acabar com sua aposentadoria, ataque aos direitos sexuais e reprodutivos com o reforço da criminalização do aborto e ausência de políticas de planejamento familiar, precariedade da rede de atendimento às mulheres vítimas de violência e medidas policialescas que só pioram o quadro de violência de gênero.

Em São Carlos a situação se evidencia, conforme denunciado na marcha: faltam políticas públicas para as mulheres, a Delegacia da Mulher não é acessível ou eficaz, a saúde pública está em colapso, o acesso à contracepção é precário e a taxa de mortalidade materna e infantil é altíssima.

Em resposta, o #NemUmaaMenos São Carlos, a exemplo do movimento argentino #NiUnaMenos, é o grito organizado das mulheres contra a violência machista, que se revela com toda a sua brutalidade em cada feminicídio e agressão, mas também na ofensiva ultrajante contra os direitos sociais e exploração sistemática que atinge todas as mulheres trabalhadoras.

Construíram o ato:
Juntas!, SINTUFSCar, Setorial de Mulheres do PSOL, Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro, Marcha Mundial de Mulheres, MAIS, Liga Interdisciplinar em Saúde da Mulher, Levante Popular da Juventude, Promotoras Legais Populares, Consulta Popular, Frente Brasil Popular, Coletivo de Advogadas Feministas de São Carlos

APOIO: DCE UFSCar, SINTUFSCar, CAASO, APG-UFSCar, Gráfica Futura.

Equipe Técnica:
Direção: Cely Couto
Direção de Fotografia: Matheus Campos
Som Direto: Rodolfo Nei
Edição, Tratamento e Finalização: Matheus Campos

Acesse: https://pedemacacosa.com/

Curta a page: https://www.facebook.com/PedemacacoSA

Sobre o autor

Pé de Macaco S/A

A Pé de Macaco S/A surgiu oficialmente em 2014, da união de amigos que começaram a se organizar pra produzir eventos musicais e conteúdos audiovisuais. O grupo abraça também causas sociais e políticas de São Carlos, além de sempre buscar fortalecer a cena cultural e independente.

Posts Relacionados